LIVROS QUE NOS AJUDAM

 

Hugo de Azevedo, Via Sacra de Jesus, Ed. Diel, Lisboa, 2008, 76pgs, em 190X125.

 

O Autor é muito conhecido e apreciado dos leitores de Celebração Litúrgica, pela sua preciosa colaboração, praticamente desde os primórdios da Revista.

Tem diversos livros publicados: biografias, estudos, etc.

Logo na Introdução, Hugo de Azevedo adverte-nos de que «o presente opúsculo não se destina a exercitar a piedosa devoção da Via-Sacra, embora, a partir de certa altura, siga as catorze estações tradicionais.»

Fala-nos num estilo directo, confidencial, de tal modo que em breve damos connosco mesmos a meditar na Paixão do Senhor e a fazer oração.

Escreve num estilo cuidado e com originalidade, de tal modo que, tomado o livro entre mãos, é difícil largá-lo antes de ler a última página.

*

Irmã Emmanuel, O Menino Escondido de Medjugorge, Ed.Diel, Lisboa, 2008, 432pgs, em 200X140.

 

Este livro situa-se no âmbito das aparições de Medjugorge e, por isso, compreende-se a declaração com que abre esta obra: «A autora declara publicar este livro com um fim informativo, submetendo-o ao discernimento da Igreja, logo que esta se pronuncie» (sobre a veracidade das Aparições de Medjugorge).

A Irmã Emmanuel Mailard é membro da Comunidade das beatitudes desde 1976. Vive em Medjugorge desde 1989. Logo nas primeiras páginas, desvenda-nos o mistério do título: o Menino escondido é o Menino Jesus.

Este livro alonga-se em 82 pequenos capítulos com títulos sugestivos — Quem é o Menino escondido, O Padre Pio em Medjugorge?, E agora, que faço?  Não tenho senão hoje para amar, O cálice gritou, Uma criança ensanguentada, Cabras sem passaporte, Perguntas pessoais à Gospa — (estes são alguns dos títulos colhidos ao acaso) que se lêem com interesse crescente, não só pelo tema, mas ainda pela graça com que a autora escreve. Completam-no três anexos de muito interesse: Uma Carta do Cardeal Bertone, da Congregação para a Doutrina da Fé; A posição do Magistério; O Papa João Paulo II mencionava Medjugorge.

As narrativas deste livro são simultaneamente cheias de humor e recolhidas aquando das suas missões no mundo inteiro e revela-nos algumas das mais íntimas recordações da Autora relacionadas com a sua experiência espiritual.

*

Miguel-ÁngelMartíGarcía, A Serenidade. Uma atitude ante o mundo, Ed.Diel, Lisboa, 2008, 130 pgs, em 145X100.

O autor nasceu em Valência (1945), é Catedrático de Filosofia e publicou já nesta Editora o livro Maturidade, e na sua língua materna as seguintes obras: La admiración (3ª ed.), La ilusión (5ª ed.), La intimidad (5ª ed.), La tolerância (4ª ed.), La convivência (5ª ed.), La afectividad (2ª ed.), La sensibilidad (2ª ed.) La elegancia (2ª ed.); e ainda as novelas Atardecer en el Sur e Luz entre naranjos.

Como nota comum, em todos estes escritos propõe-se fazer analítica existencial à volta da autenticidade do homem.

Três capítulos estruturam este livro: Uma disposição interior do ânimo; A palavra como veículo de serenidade; Em busca da serenidade.

*

P. Salvador Cabral, O Canto na Festa Litúrgica (reflexão sobre o canto e a música na Liturgia), Ed. do Autor, Braga, 2008, 40 pgs, em 210X150.

Trata-se de uma sequência de considerações sobre o Canto na Liturgia, como o título sugere.

O Autor é um pároco da Diocese de Braga e vive com profundo interesse a sua missão, o que o leva a diversas actividades pastorais, com relevo para a escrita. Por isso conta já um a longa relação de títulos publicados.

Pretende, com esta reflexão, dar o seu contributo — adquirido no seu tempo de capelão de emigrantes, na Alemanha, e agora na Diocese de Braga — para uma Liturgia que verdadeiramente agrade ao Senhor.

*

Scott Hahn, Trabalho com qualidade, Graça em quantidade. Uma viagem espiritual pelo Opus Dei, trad. Ed. Diel, Lisboa, 2008, 130 pgs, em 190X120.

O autor é um convertido ao catolicismo, profundo conhecedor da Sagrada Escritura e tem já diversos livros traduzidos em português e publicados pela Editorial Diel: Todos os caminhos vão dar a Roma, escrito com a colaboração da sua esposa, e A Ceia do Cordeiro.

Escreve com muita graça, sem se deixar cair na superficialidade e, por isso os seus livros lêem-se com agrado crescente.

Scott Hahn é, presentemente, professor de Teologia e Sagrada Escritura na Universidade Franciscana de Steubenville (USA) e foi recentemente nomeado pelo Papa bento XVI para a cátedra de Teologia Bíblica e Litúrgica do Seminário de S. Vicente (Latrobe, Pensylvania).

Na obra que temos entre mãos centra a sua atenção na espiritualidade do trabalho vivida pelo Opus Dei e expõe o seu pensamento ao longo de doze breves capítulos: Preâmbulo pessoal (I); O segredo do Opus Dei (II); A ética católica do trabalho (III); A Obra e a Igreja (IV); Trabalho e contemplação: o plano de vida (V); Apontar para cima (VI); Amizade e confidência (VII); Secularidade e secularismo (VIII); Sexualidade e entrega (IX); A oficina de Nazaré: sobre a unidade de vida (X); O trabalho da Mãe (XI); Passar ao romance (XII). Uma oportuna Bibliografia completa este pequeno-grande livro.

 

—————

 

RECEBEMOS

 

Palabra. Continuamos a receber com regularidade esta magnífica revista dirigida especialmente aos sacerdotes, mas igualmente muito útil aos leigos que desejam alimentar uma formação permanente e informação actualizada sobre a actividade do cristianismo no mundo.

Inserimos de novo o endereço electrónico, para os que desejarem porem-se em contacto com esta Revista: comercial@ediciones.es. http/www.edicionespalabra.es

___

 

Agência Ecclesia Semanário de Actualidade Religiosa. Continuamos a receber com pontual regularidade este caderno semanal.

Este boletim semanal é o grande difusor das notícias eclesiais que muitas vezes são silenciadas pelos grandes meios de comunicação social.

Mesmo para quem tem acesso ao sítio Ecclesia da Internet, vale a pena recebê-la, para a ler, fazer chegar a outras mãos, arquivar e aproveitar dali notícias para jornais e outras publicações periódicas.

É um trabalho feito com muito sentido de responsabilidade e uma ajuda importante para a história da Igreja em Portugal e no mundo.

___

 

Rosário de Maria. Chega pontualmente às nossas mãos esta revista. Em todos os números insere, como sempre, a meditação dos mistérios do Rosário — uma ajuda valiosa para melhorar esta devoção individualmente e em família.

Presta ainda um serviço importante na formação permanente das pessoas, inserindo pequenas histórias com aplicação à vida, o que torna a assimilação da doutrina fácil e agradável.

Rosário de Maria é uma revista verdadeiramente evangelizadora.

___

 

Lumen, Revista de Documentação e Reflexão Pastoral. Não é possível seguir a vida da Igreja em Portugal e no mundo sem ter à mão esta revista. Nela encontramos Documentos Pontifícios e da Conferência Episcopal Portuguesa e respectivas Comissões, bem como estudos muito oportunos.

O último número insere novo o Estatuto das Associações dos fieis, recentemente aprovado.

 

Síntese. Temos diante dos olhos os últimos números: 190, 191 e 192, referente a  Maio-Junho; Julho-Agosto; e Setembro-Outubro. Insere ainda a Pastoral colectiva do Episcopado Português, por ocasião da perseguição que esta moveu à Igreja a partir de 1910. É um documento que nos ajuda a situarmo-nos historicamente, agora que se preparam as comemorações do centenário; e 191, de Julho e Agosto de 2008.

Como sempre, cada número traz assuntos de todo o interesse: A Igreja e a República; Centenário do regicídio; A questão religiosa. O nº 191 insere temas como Casamentos novos; Sete conselhos; 1+1=1 ou 3? Continua com a juventude da primeira hora que lhe incute o seu Director.

Deixa-nos a impressão de que cada número apresenta um conteúdo de interesse crescente.

Síntese propõe-se como programa ser uma espécie de selecções de temas eclesiais. É uma referência a ter em conta, para estar em dia com os assuntos que, de algum modo, afectam directamente a vida do cristão.

 

Fernando Silva

 

 

 


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial