aCONTECIMENTOS eclesiais

DO MUNDO

 

 

ITÁLIA

 

NOVA UNIVERSIDADE CATÓLICA

 

O Cardeal Camillo Ruini, Vigário do Papa para a diocese de Roma, inaugurou a Universidade Europeia de Roma, a primeira Universidade Católica criada na Itália após a II Guerra Mundial.

 

A Universidade, que se encontra no mesmo campus do Ateneu Pontifício «Regina Apostolorum», é dirigida pela Congregação dos Legionários de Cristo. Conta com reconhecimento civil e começou os seus cursos no passado mês de Outubro de 2005 com três faculdades: Direito, Ciências Históricas e Psicologia.

Esta Universidade faz parte de uma rede internacional de 18 universidades e centros de estudos superiores criados pela Congregação, na Itália, França, Espanha, Suíça, EUA, México, Brasil e Chile.

Os Legionários de Cristo estão presentes em 20 países, com mais de 600 sacerdotes e mais de 2.500 seminaristas. Conta 92 centros de formação e apostolado distribuídos por 12 países.

 

 

ESPANHA

 

NOVO FILME SOBRE

MADRE TERESA DE CALCUTÁ

 

Estreava no passado dia 20 de Janeiro o filme «Teresa de Calcutá», realizado pelo italiano Fabrizio Costa, que também já realizou um filme sobre as aparições de Nossa Senhora em Fátima.

 

Filmado em Colombo, capital do Sri Lanka (Ceilão), e na Itália, esta obra cinematográfica centra-se na vida e obra da «santa dos pobres mais pobres», desde a fundação da sua Congregação até à sua morte, em 5 de Setembro de 1997.

Fabrizio Costa, especialista em histórias religiosas, escolheu a actriz Olívia Hussey, de 52 anos, para recriar o carácter de uma das mulheres mais carismáticas do século XX, beatificada pelo Papa João Paulo II.

Olívia Hussey, que já participou em mais de trinta filmes – entre eles, «Romeu e Julieta» e «Jesus de Nazaré», ambos realizados pelo italiano Franco Zeffirelli –, precisou de longas sessões de maquilhagem para tornar-se a jovem religiosa que um dia se manifestou indignada perante um pobre morto e abandonado na rua e, posteriormente, a anciã que procurava não parecer gravemente doente para continuar a ajudar os pobres.

No filme participa também a espanhola Ingrid Rubio, que interpreta o papel de Madre Agnese (actual Superiora das Missionárias da Caridade), e Sebastiano Somma, que faz de Padre Serrano, o enviado do Vaticano que deixou as suas tarefas curiais para ser o mais próximo colaborador de Madre Teresa.

Anteriormente ao falecimento da Madre, Kevin Connor realizara o interessante filme «Madre Teresa», com Geraldine Chaplin no papel da protagonista, editado em Portugal pela Logomedia.

 

 

CUBA

 

APRESENTAÇÂO DO COMPÊNDIO

DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA

 

O Cardeal Renato Martino, Presidente do Conselho Pontifício Justiça e Paz (CPJP) ia estar em Cuba de 16 a 18 de Fevereiro, para apresentar o Compêndio da Doutrina Social da Igreja.

 

Segundo o organismo da Cúria Romana, esta visita insere-se nas celebrações do XX aniversário do Encontro Nacional Eclesiástico, em Havana.

A nota retoma palavras da encíclica de Bento XVI, «Deus caritas est», para lembrar que «a Igreja não pode e não deve tomar nas suas mãos a batalha política para promover uma sociedade o mais justa possível (...), mas não pode e não deve permanecer à margem da luta pela justiça».

Há mais de um ano que o Cardeal Martino visita países nos cinco continentes para apresentar o «Catecismo social» da Igreja.

O Compêndio da Doutrina Social da Igreja Católica, há vários meses disponível em português, apresenta uma explicação sistemática e oficial dos princípios católicos sobre questões como os direitos humanos, a guerra, a democracia, a vida económica, a comunidade internacional, o terrorismo ou a ecologia.

Esta obra foi um pedido explícito do Papa João Paulo II ao Conselho Pontifício Justiça e Paz, em 1998, a quem encomendou um «compêndio ou síntese autorizada da Doutrina Social católica» que mostrasse a conexão entre esta e a Nova Evangelização.

Esta síntese destina-se a Bispos, sacerdotes, leigos – sobretudo aos políticos, empresários e sindicalistas –, mas também a fiéis de outras religiões e a todos os «homens de boa vontade que desejam servir o bem comum», como refere o prefácio do documento.

Após uma Introdução, a obra está dividida em três partes, que abordam os fundamentos, os conteúdos e as perspectivas pastorais dos ensinamentos da Igreja nos domínios sociais, políticos, económicos e morais.

A primeira parte tem quatros capítulos, onde se tratam os pressupostos fundamentais da Doutrina Social: o projecto de Deus para o homem e a sociedade; a Missão da igreja e a Natureza da DSI; a pessoa humana e os seus direitos; os princípios e os valores da DSI.

A segunda parte, composta por sete capítulos, apresenta os conteúdos e os temas clássicos da DSI: a família, o trabalho, a economia, a política, a paz e o ambiente.

A última parte, mais breve, apresenta um único capítulo com uma série de indicações para a utilização da DSI na acção pastoral da Igreja e na vida dos cristãos. A Conclusão, intitulada «Por uma civilização do amor», exprime o entendimento de fundo de todo o documento.

 

 

 POLÓNIA

 

AVANÇA O PROCESSO DE

BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II

 

O tribunal rogatório para a causa de beatificação de João Paulo II, em Cracóvia, concluirá os seus trabalhos no próximo dia 1 de Abril.

 

O tribunal foi constituído no dia 4 de Novembro de 2005, com o encargo de recolher testemunhos sobre a vida e a actividade de Karol Wojtyla quando era Bispo e Cardeal no seu país natal.

O trabalho do processo rogatório tem sido orientando pelo Bispo Tadeusz Pieronek, antigo reitor da Academia Pontifícia de Teologia de Cracóvia, como juiz delegado por D. Stanislaw Dziwisz, Arcebispo de Cracóvia.

O Postulador da Causa de Canonização de João Paulo II, Pe. Slowomir Oder, revelou recentemente que já há um caso de cura milagrosa atribuída à sua intercessão, acontecido em menos de um ano depois da sua morte. Trata-se de uma religiosa francesa que, em Outubro de 2005, terá sido curada da doença de Parkinson.

Graças à dispensa dos cinco anos de espera depois da morte, concedida por Bento XVI no dia 13 de Maio do ano passado, foi possível começar logo a Causa de Canonização de João Paulo II. O processo segue uma fase diocesana, que começou no dia 28 de Junho de 2005, em Roma, lugar de falecimento e vida de João Paulo II, e mais tarde outro em Cracóvia, em 4 de Novembro do mesmo ano.

Posteriormente inicia-se outra fase, na Santa Sé. Na Congregação para as Causas dos Santos, teólogos, médicos e historiadores irão analisar os dados recolhidos.

O site oficial da Causa de beatificação e canonização (www.vicariatusurbis.org/beatificazione/), está cheio de orações a pedir graças por intercessão de João Paulo II, bem como de testemunhos das suas virtudes e de milagres que lhe são atribuídos.


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial