OS BONS LIVROS, NOSSOS AMIGOS

Echevarría, Javier, Carta pastoral por ocasião do Ano da Eucaristia, Diel, Lisboa, 2005, 96 pp., 165X115 ISNB: 972–8040-94-6.

 

Trata-se de um belíssimo comentário ascético ao Hino Adoro Te devote. Cada dois versículos são longamente comentados, ajudando à oração pessoal sobre a Santíssima Eucaristia, neste Ano da Eucaristia promulgado pelo saudoso João Paulo II na Solenidade do Corpo do Senhor, de 2004.

O texto do Hino, além da língua latina em que foi escrito, é apresentado também numa esmerada tradução portuguesa.

O comentário do autor está enriquecido com numerosas citações dos Santos Padres, Sumos Pontífices e autores consagrados.

A intenção de Mons. Echevarria, Bispo Prelado do Opus Dei, vem claramente expressa na apresentação: «Também vos sugiro que, neste Ano eucarístico, acompanhados por Nossa Senhora ao rezar o Terço e movidos pelo exemplo de S. Josemaria, vamos activamente ao Sacrário para manifestar a Jesus, feito Hóstia Santa, com profunda sinceridade: Adoro Te devote! Proponhamo-nos essa meta com exigência de conduta, porque a nossa vida valerá tanto quanto a nossa via eucarística for intensa.» (p. 12).

Estamos perante um pequeno-grande livro que, terminado o Ano eucarístico, vai continuar a ajudar-nos, porque a Presença Real do senhor na Eucaristia permanecerá até à consumação dos séculos. 

 

 

 

Josemaria Escrivá, Sulco, Diel-Edições Prumo, Lisboa, 2005, 384 pp., 130X95 ISNB 972 – 165X115 ISNB: 972–753 098-2.

 

S. Josemaria Escrivá deixou muitos escritos para publicar. Um deles é este Livro, dado à estampa logo a seguir à sua partida para o Céu.

Traduzido em dezenas de línguas, leva a todas as pessoas de boa vontade o grito de S. Paulo: «A vontade de Deus é a vossa santificação.» Seguindo a esteira do Caminho e da Forja, compõe-se de pensamentos fortes que vão direitos ao coração e nos ajudam a encarar a uma luz nova

Ao longo de 35 capítulos, agrupa 1000 pensamentos, enriquecidos com um pormenorizado índice analítico.

Estamos perante a 5º Edição em português e a tradução na língua de Camões é de Osvaldo Aguiar.

 

 

 

Scott Hahn, A Festa do Cordeiro. Missa: o Céu na Terra, Diel, Lisboa, 2005, 96 pp., 210X135 ISNB: 972–8040-91-1.

 

Scott Hahn é um autor contemporâneo a quem a busca sincera da Verdade e a Luz da Graça trouxeram à comunhão total com a Igreja de Cristo.

Dado aos estudos da Bíblia, de mãos dadas com a sua esposa, a quem dedica a obra presente, foi caminhando ao encontro a Igreja de Cristo. Venceu diversos preconceitos, como por exemplo, contra a santa Missa, a devoção a Nossa Senhora e, especialmente, a reza do Terço.

Em A Festa do Cordeiro. Missa: o Céu na Terra, o autor ensina-nos o caminho para amar a Missa. É preciso acompanhar o estudo com uma participação activa na renovação do Mistério Pascal de Cristo.

Olha o Apocalipse, não como apontando para algo que há-de acontecer na distância, mas como a descrição de algo que está a acontecer continuamente. Afinal, A Festa do Cordeiro, de que se fala no último livro do Novo Testamento é a Santa Missa.

Estou certo de que o leitor amigo, depois de ter lido pausadamente este livro, logrará quebrar a rotina, se acaso ela existe, e conhecer melhor e amar mais a Santa Missa.

 

 

 

S. Josemaria Escrivá, A esperança o cristão, Diel, Colec. Homilias, nº 9, Lisboa, 2005, 48 pp., 165X115 ISNB 972–8040-95-4.

 

Estamos perante uma deliciosa meditação sobre a esperança, virtude teologal. O formato de bolso facilita trazê-lo connosco, para aproveitar os espaços vagos de tempo que acontecem ao longo do nosso dia.

Para que o leitor melhor possa aquilatar do seu conteúdo, transcrevemos os sub-títulos em que está elaborado: A Esperança do Cristão; Esperanças terrenas e esperança cristã; Em que esperar; Tudo posso; A miséria e o perdão; Deus não se cansa de perdoar; A importância da luta; Com o olhar no Céu. 

 

 

 

S. Josemaria Escrivá, Homilias Eucarísticas, Diel, Lisboa, 2005, 48 pp., 145X100 ISNB 972–8040-98-9.

 

Secundando os desejos do Santo Padre João Paulo II, ao instituir o Ano da Eucaristia, a Ed. Diel quis dar o seu contributo, além de outras iniciativas, reunindo num livro de bolso as duas homilias que estão publicadas na obra do mesmo autor, Cristo que Passa, largamente difundido nas nações de língua lusíada. Uma, pregada em quinta-feira santa, 14 de abril de 1960: A Eucaristia, mistério de fé e de amor. E outra na festa do Corpus Christi de 28 de Maio de 1964: Na festa do Corpo de Deus.

Além de que muitos leitores experimentam um certo receio perante livros muito volumosos, o pequeno formato deste livro convida-nos a fazer dele nosso companheiro de viagem. 

 

 

 

 

São Josemaria Escrivá, Com a força do amor, Diel, Colec. Homilias, n.º 10, Lisboa, 2005, 40 pp., 165X115 ISNB: 972–8040-96-2.

 

Com a força do amor é uma homilia já publicada em Amigos de Deus, e centra a sua reflexão na virtude da Caridade.

São Josemaria Escrivá expõe o seu pensamento luminoso ao longo de seis subtítulos que nos colocam melhor dentro da temática desta reflexão: Coma força do amor; Pedagogia Divina; Universalidade da caridade; Manifestações do amor; o exercício da caridade; O único caminho.

É, de facto, uma reflexão pertinente sobre o Mandamento Novo do Amor – novo, porque, pregado por Jesus há dois mil anos, continua a ser, na prática, o grande desconhecido.

 

 

 

 

Luigi Giussani, Decisão para a existência. Apontamentos, Diel, Lisboa, 2005, 82 pp., 185X110 ISNB 972–8040-92-X.

 

Luigi Giussani, é o fundador do movimento Comunhão e Libertação, e partiu  em Fevereiro deste ano ao encontro do Pai.

Lê-se com o agrado e interesse crescente de todos os livros desta autor, alguns deles já publicados em português e apresentados mui gostosamente nesta revista.

Luigi Giussani, estruturou este livro de bolso em quatro capítulos e uma conclusão: Reconhecer a evidência do facto; Uma presença a seguir; Uma proposta a verificar; A verificação como penhor. Termina concluindo com A afirmação dos valores e a prática.

O Autor, ao falar desta decisão, parte do episódio de Jesus em casa de Marta, quando lhe ensina que uma só coisa é necessária, para, a partir daí, desdobrar o seu pensamento com uma lógica que atrai.

 

Fernando Silva

 


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial