aCONTECIMENTOS eclesiais

DO MUNDO

 

 

JAPÃO

 

BEATIFICAÇÃO

DE UM SENHOR FEUDAL

 

No passado dia 7 de Fevereiro, o Cardeal Angelo Amato presidiu em Osaka à beatificação de Justo Takayama Ukon (1552-1615), senhor feudal (daimyo) que se converteu ao catolicismo e teve de fugir do país por causa da sua fé, abdicando de honras e riquezas.

 

Takayama Ukon foi baptizado aos 12 anos, quando o seu pai abraçou a fé católica, na sequência da pregação de São Francisco Xavier.

Os Takayama eram senhores feudais e o futuro beato empenhou-se na difusão do Cristianismo, apoiando a fundação de seminários e a formação de missionários e catequistas.

O Japão foi evangelizado pelo jesuíta São Francisco Xavier, entre 1549 e 1552, a pedido da Coroa Portuguesa, mas poucas décadas depois a comunidade católica vivia uma dura perseguição: os primeiros mártires, encabeçados por São Paulo Miki (crucificados em Nagasáqui em 1597) – entre os quais São Gonçalo Garcia, filho de um português e mãe indiana – foram canonizados em 1862 por Pio IX.

Outros 205 católicos foram beatificados em 1867, entre eles João Baptista Machado, Ambrósio Fernandes, Francisco Pacheco, Diogo de Carvalho e Miguel de Carvalho (todos da Companhia de Jesus), Vicente de Carvalho (religioso agostinho), e Domingos Jorge (leigo, cuja esposa japonesa e filho também foram martirizados).

Os católicos que sobreviveram à perseguição tiveram de ocultar-se durante 250 anos, até à chegada de missionários europeus no século XIX.

 

 

JERUSALÉM

 

APOIO A REFUGIADOS SÍRIOS

 

O Patriarcado Latino de Jerusalém lançou um novo programa no âmbito do apoio de concede actualmente a mais de 11 mil famílias refugiadas sírias.

 

A ideia é reforçar o apoio às necessidades alimentares e de higiene das pessoas, com a atribuição de cupões no valor de 50 dinares jordanos, para que possam escolher os produtos que mais necessitam.

Em causa actualmente estarão 136 famílias mais carenciadas, que irão beneficiar de uma ajuda diferente, pois até agora este tipo de produtos chegava às famílias na forma de cabazes predefinidos.

O novo programa tem como lema “Deus é misericordioso”.

Para além das necessidades mais básicas, o Patriarcado tem apostado na promoção de iniciativas e projectos que garantam a integração dos refugiados, por exemplo na área da educação: despesas da escolaridade, compra de manuais, dos uniformes, despesas de transporte no trajecto para escolas, assim como cursos de formação para centenas de alunos.

 

 

INGLATERRA

 

PEREGRINAÇÃO DA IMAGEM

DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

 

Na catedral católica de Westminster (Londres) realizou-se no passado dia 18 de Fevereiro a cerimónia inaugural da peregrinação da imagem nacional de Nossa Senhora de Fátima pelas dioceses da Inglaterra e País de Gales.

 

A imagem foi abençoada e coroada pelo cardeal Vincent Nichols, arcebispo de Westminster.

A coroa, em prata dourada, foi oferecida por uma joalharia portuguesa, a mesma que, em 1942, elaborou a obra oferecida pelas mulheres portuguesas com a qual a imagem venerada na Capelinha das Aparições foi solenemente coroada.

Esta imagem da Virgem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima foi oferecida à Igreja Católica na Inglaterra e País de Gales em 1968, pelo bispo de Leiria, D. João Pereira Venâncio, após ter sido abençoada por Paulo VI um ano antes.

Durante a celebração deste sábado, o cardeal Nichols renovou a consagração do país ao Coração Imaculado de Maria.

Além da imagem, a peregrinação coloca à veneração dos católicos relíquias dos Beatos Francisco e Jacinta Marto, em catedrais, abadias e igrejas inglesas e galesas, como forma de assinalar o Centenário das Aparições (1917-2017).

O calendário da visita da Imagem peregrina estende-se até Outubro deste ano.

A iniciativa é promovida pelo Apostolado Mundial de Fátima na Inglaterra e País de Gales.

 

 

BÓSNIA-HERZEGOVINA

 

ENVIADO ESPECIAL DO PAPA

AO SANTUÁRIO DE MEDJUGORJE

 

O Papa Francisco nomeou no dia 11 de Fevereiro passado, como Enviado Especial da Santa Sé ao Santuário de Medjugorje, Mons. Henryk Hoser, arcebispo-bispo polaco de Varsóvia–Praga.

 

A missão tem por objectivo procurar conhecimentos mais aprofundados sobre a situação pastoral acerca daquelas realidades, e, sobretudo, sobre as exigências dos fiéis que para ali vão em peregrinação e, com base nesses conhecimentos, sugerir eventuais iniciativas pastorais para o futuro.

A missão terá, portanto, fins exclusivamente pastorais, e não inquisitoriais.

Mons. Hoser, que continuará a desempenhar a sua função de arcebispo e bispo de Varsóvia–Praga, deverá terminar a missão em Medjugorje no próximo Verão.

 

 

ESTADOS UNIDOS

 

POLÉMICA DOS TRANSGÉNERO

EM CASAS DE BANHO

 

A Conferência Episcopal dos EUA saudou em comunicado a decisão do presidente Donald Trump de revogar uma norma de Barack Obama que permitia a alunos transgénero escolherem a casa de banho que queriam usar nas escolas públicas.

 

Transgénero é aquele que estima ser de um género diferente do seu sexo biológico.

O presidente da Comissão para o Laicado, Casamento, Vida Familiar e Juventude, Mons. Charles J. Chaput, considerou que essa norma era “profundamente perturbadora”.

Segundo os bispos católicos, as crianças, jovens e pais que vivem estas “difíceis situações” merecem respeito e sensibilidade, que devem ser manifestados “sem infringir a privacidade e a segurança” por parte de todos os estudantes e seus pais.

 

 

ROMA

 

PRIMEIRA AUDIÊNCIA DO PAPA

AO NOVO PRELADO DO OPUS DEI

 

No passado dia 3 de Março, o Santo Padre recebeu em audiência o novo Prelado do Opus Dei, Mons. Fernando Ocáriz, acompanhado pelo Vigário Geral, Mons. Mariano Fazio, animando a dar prioridade a uma “periferia”: as classes médias e o mundo profissional e intelectual que se encontram afastados de Deus.

 

No início do encontro – que durou cerca de vinte e cinco minutos – o Papa saudou-os com um afectuoso abraço. O Prelado agradeceu a proximidade que o Papa Francisco manifestara por ocasião do falecimento de D. Javier Echevarría, as suas orações pelo Congresso Electivo e a confirmação como novo Prelado.

Mons. Ocáriz transmitiu-lhe também a união de todos os fiéis da Obra com o Santo Padre e transmitiu as prioridades pastorais que o Congresso definiu para os próximos anos: família, juventude e sensibilidade activa pelas pessoas mais necessitadas.

O Papa Francisco agradeceu o trabalho que a Prelatura realiza em todo o mundo, em especial a atenção espiritual a cada pessoa, o ecumenismo em países de minoria católica e os projectos sociais de integração. Além disso, animou o Prelado a dar prioridade a uma “periferia”: as classes médias e o mundo profissional e intelectual que se encontram afastados de Deus.

O Santo Padre Francisco, ao dar a bênção ao Prelado e ao Vigário Geral, tornou-a extensiva a todos os fiéis da Prelatura e pediu que rezassem por ele.

 

 

ÍNDIA

 

RELIGIOSA ESCOLHIDA

PARA “MULHER DO ANO”

 

A revista com maior circulação na Índia, "Vanitha" ("Mulher"), elegeu uma religiosa católica para a atribuição do seu prémio anual, escolha que foi divulgada no dia 7 de Março, véspera do Dia Internacional da Mulher.

 

O prémio de 100 mil rupias reconhece o serviço prestado pela irmã Sudha Varghese, de 68 anos, entre as pessoas mais pobres dos grupos dalit em Bihar, na região oriental da Índia.

Nascida em 1949 numa família próspera do estado de Kerala, Sudha transferiu-se em 1965 para o estado de Bihar, a fim de trabalhar com pessoas pobres na congregação das Irmãs de Notre Dame.

Sudha deixou a tarefa de professora que lhe tinha sido atribuída no convento para trabalhar a tempo inteiro no desenvolvimento socioeconómico dos musahar (literalmente, "comedores de ratos"), que viviam como escravos sob o sistema de castas.

Em 1987 fundou a organização "Nari Gunjan" ("Voz das Mulheres"), que agrega múltiplas actividades, como educação, advocacia e sistemas de amparo social.

O organismo coordena mais de mil grupos de auto-ajuda para mulheres musahar, cada um composto por 10 a 15 pessoas que recebem educação sobre os seus direitos e auxílios para se tornarem financeiramente independentes.

A actuação da religiosa ajudou a acabar com o casamento de crianças, bem como com a sua exploração por parte de pessoas de castas mais altas, e cerca de 2250 raparigas tiveram apoio para concluírem o ensino secundário ou frequentarem centros de desenvolvimento profissional.

Em 1989 obteve o grau académico em Direito com o objectivo de apoiar judicialmente mulheres vítimas de violência, violação e abuso sexual.

Em 2006 a irmã Sudha foi distinguida pelo governo indiano com uma das mais altas condecorações civis, tendo também recebido condecorações por parte de vários estados da União Indiana.

 

 

COLÔMBIA

 

VIAGEM DO PAPA EM SETEMBRO

 

No passado dia 10 de Março, o Vaticano anunciou que o Papa Francisco vai visitar a Colômbia, de 6 a 11 de Setembro deste ano, acolhendo um convite do presidente da República e dos bispos colombianos.

 

O Papa vai passar pelas cidades de Bogotá, Villavicencio, Medellín e Cartagena.

Em Fevereiro, Francisco enviou uma mensagem aos participantes de um encontro mundial de vencedores do Prémio Nobel da Paz, que pela primeira vez decorreu na Colômbia, apelando à paz e à reconciliação no país.

“Quando as vítimas resistem à vingança, promovem o diálogo e a verdadeira reconciliação”, escreveu.

Francisco mostrava-se confiante de que as conversações de paz naquele país possam “inspirar todas as comunidades a superar as divisões a fim de que as vítimas da violência sejam capazes de resistir a tentações como represálias e se tornem construtoras de paz”.

 

 

EGIPTO

 

VIAGEM DO PAPA EM ABRIL

 

No passado dia 18 de Março, o Vaticano anunciou que o Papa Francisco vai visitar o Egipto, de 28 a 29 de Abril, naquela que será a 18ª viagem internacional do actual pontificado.

 

A viagem à cidade do Cairo acontece a convite do presidente da República do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, dos bispos da Igreja Católica, de sua santidade Papa Tawadros II (Igreja Copta Ortodoxa) e do grande imã da Mesquita de Al Azhar, xeque Ahmed Mohamed el-Tayeb.

A primeira deslocação de Francisco ao estrangeiro, em 2017, antecede assim a visita a Fátima, para as celebrações do Centenário das Aparições, a 12 e 13 de Maio.

A viagem ao Egipto acontece num momento em que se registam melhorias na relação entre a Santa Sé e a Universidade Al-Azhar, instituição religiosa mais prestigiada do Islão sunita, sediada no Cairo.

A 23 de Maio de 2016, o Papa recebeu no Vaticano o grande imã de Al-Azhar, Ahmed el-Tayeb, num encontro em que os dois responsáveis sublinharam “o seu grande significado no quadro do diálogo entre a Igreja Católica e o Islão”.

Em 2011, a instituição sunita tinha anunciado a suspensão dos encontros com o Vaticano após o que classificaram de “ataques” de Bento XVI contra o Islão.

Em causa estava a condenação pública, por parte do agora Papa emérito, de um atentado que vitimou 23 cristãos na cidade egípcia de Alexandria, a 1 de Janeiro desse ano, para além das suas várias intervenções em favor da liberdade religiosa em países de maioria islâmica.

 

 

BRASIL

 

NOVO SANTO PORTUGUÊS

ENTRE OS MÁRTIRES DO BRASIL

 

No passado dia 23 de Março, o Papa Francisco, durante a audiência com o Prefeito da Congregação para as Causas do Santos, Cardeal Angelo Amato, S.D.B., entre outras decisões, e contando com o voto favorável daquela Congregação, aprovou a canonização de alguns Beatos, dispensando para eles a necessidade de novo milagre.

 

Entre eles estão os chamados “protomártires do Brasil”, mortos nas perseguições anticatólicas, do século XVII, por tropas holandesas, em 1645, beatificados por João Paulo II no ano de 2000.

São os padres André de Soveral e Ambrósio Francesco Ferro – este português –, além do leigo Mateus Moreira e outros 27 companheiros.

No local do massacre foi erguido o Monumento dos Mártires.

 


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial