CATEQUESE

PROPOSTA DE CATEQUESE FAMILIAR

 

Miguel Falcão

 

 

Com vista à Catequese Familiar, propõe-se um esquema a usar pelos pais e destinado a crianças de 6 a 10 anos.

Como se vê, o método parte da experiência da criança e procura ajudá-la a compreender a realidade, ao mesmo tempo que se lhe ensinam algumas verdades naturais e sobrenaturais.

Bibliografia: PEDRO DE LA HERRÁN – ADOLFO PETIT, «A minha primeira Confissão e a minha primeira Comunhão», Rei dos Livros, 3.ª edição, Lisboa 1998.

 

 

20.ª Lição

A Igreja nossa Mãe

 

– O que é a Igreja?

A Igreja de Cristo é a comunidade dos cristãos, isto é, daqueles que se unem a Jesus pela fé e pelo Baptismo.

É também o mistério da união de Jesus Cristo com os cristãos.

 

– Como nasceu a Igreja de Cristo?

Nasceu com Jesus Cristo, Deus que se fez homem, no seio puríssimo da Virgem Maria.

 

– Quem foram os primeiros membros da Igreja?

Além da Virgem Maria e de São José, a Igreja foi-se formando com todos os discípulos que seguiam a Jesus, homens e mulheres.

 

– Quem são os Apóstolos? Os Apóstolos são aqueles 12 homens que Jesus escolheu entre os discípulos, para os colocar à frente da Igreja em seu lugar.

 

 – Depois da sua Morte e Ressurreição, Jesus continua na Igreja?

Sim, Jesus continua a ser a Cabeça da Igreja, a qual é o seu Corpo.

Por isso, a Igreja é o prolongamento de Cristo na terra.

 

– Quem pode pertencer à Igreja de Cristo?

Todos os homens são chamados por Deus a pertencer à Igreja, unindo-se a Jesus pela fé e pelo Baptismo.

 

– Como foi crescendo a Igreja?

Seguindo o mandamento de Jesus, os Apóstolos e os outros discípulos deram a conhecer o Evangelho a todos os povos, a partir de Jerusalém, apesar das muitas dificuldades.

 

– Os cristãos que morrem continuam a pertencer à Igreja de Cristo?

Os cristãos que morrem e vão para o Céu ou para o Purgatório continuam a pertencer à Igreja.

 

– O que torna a Igreja unida?

A Igreja de Cristo está unida na fé no Evangelho, na prática dos Sacramentos e na obediência ao Santo Padre, o Papa.

 

– Não devia ser uma só a Igreja de Cristo?

Sim. Jesus fundou uma só Igreja, que permanece na Igreja Católica.

 

– Então, por que há várias Igrejas?

 Com o tempo, vários grupos de cristãos separaram-se da Igreja Católica, ou por não quererem obedecer ao Santo Padre (por exemplo, as Igrejas ortodoxas), ou por não aceitarem a mesma fé no Evangelho (por exemplo, as comunidades protestantes).

 

– Não seria bom voltar à unidade da Igreja?

Essa continua a ser a vontade de Jesus, que deseja que todos os cristãos colaborem nisso.

 

– Podemos rezar com o Credo da Missa:

Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica.

 

 

 

 


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial