JOÃO  PAULO  ii

PRÓXIMA BEATIFICAÇÃO

 

 

No passado dia 14 de Janeiro, o Papa Bento XVI aprovou a publicação do decreto que comprova um milagre atribuído à intercessão de João Paulo II (1920-2005), concluindo assim o processo para a sua beatificação.

A Sala de Imprensa da Santa Sé anunciou, pouco depois, que a cerimónia de beatificação vai decorrer no Vaticano, a 1 de Maio, Domingo da Divina Misericórdia, e será presidida pelo Santo Padre.

A data escolhida para a beatificação recorda a celebração litúrgica mais próxima da morte de João Paulo II, que faleceu na véspera da festa da Divina Misericórdia, por ele criada em 2000.

 O milagre comprovado refere-se à cura da freira francesa Marie Simon Pierre, que sofria da Doença de Parkinson.

Apresentamos a seguir a Nota da Congregação para as Causas dos Santos que assegura que se cumpriram rigorosamente todas as normas canónicas previstas. 

 

 

 

CONGREGAÇÃO PARA AS CAUSAS DOS SANTOS

 

NOTA INFORMATIVA

ACERCA DO ITER DA CAUSA DE BEATIFICAÇÃO

DO VENERÁVEL SERVO DE DEUS JOÃO PAULO II

(KAROL WOJTYŁA)

 

No dia 14 de Janeiro de 2011, o Sumo Pontífice Bento XVI, durante a audiência concedida ao Emmo. Senhor Cardeal Ângelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, autorizou o mesmo Dicastério a promulgar o Decreto sobre o milagre atribuído à intercessão do Venerável Servo de Deus João Paulo II (Karol Wojtyla). Este acto conclui o iter que precede o Rito da beatificação, cuja data será decidida pelo Santo Padre.

Como se sabe, a Causa, por Dispensa Pontifícia, teve início antes de terem passados os cinco anos da morte do Servo de Deus, exigidos pela normativa em vigor. Esta medida foi solicitada pela imponente fama de santidade, gozada pelo Papa João Paulo II durante em vida, na morte e depois da morte. De resto, foram observadas integralmente as comuns disposições canónicas a respeito das Causas de beatificação e de canonização.

De Junho de 2005 a Abril de 2007 foram, portanto, celebrados o Inquérito diocesano principal romano e as rogatórias em diversas dioceses, acerca da vida, das virtudes e da fama de santidade e de milagres. A validade jurídica dos processos canónicos foi reconhecida pela Congregação para as Causas dos Santos com o Decreto de 4 de Maio de 2007. Em Junho de 2009, examinada a respectiva Positio, nove Consultores teólogos do Dicastério deram o seu parecer positivo sobre a heroicidade das virtudes do Servo de Deus. Em Novembro seguinte, seguindo o procedimento habitual, a mesma Positio foi submetida ao juízo dos Cardeais e Bispos da Congregação para as Causas dos Santos, que se expressaram com sentença afirmativa.

Em 19 de Dezembro de 2009, o Sumo Pontífice Bento XVI autorizou a promulgação do Decreto sobre a heroicidade das virtudes.

Tendo em vista a Beatificação do Venerável Servo de Deus, a Postulação da Causa apresentou para exame da Congregação para as Causas dos Santos a cura da “doença de Parkinson” da Irmã Marie Simon Pierre Normand, religiosa do Institut des Petites Soeurs des Maternités Catholiques.

Como de costume, as abundantes actas do Inquérito canónico, regularmente instruído, juntamente com as detalhadas perícias médico-legistas, foram submetidas ao exame científico da Consulta Médica da Congregação para as Causas dos Santos, em 21 de Outubro de 2010. Os seus peritos, depois de terem estudado com a habitual escrupulosidade os testemunhos processuais e toda a documentação, manifestaram-se a favor da inexplicabilidade científica da cura. Os Consultores teólogos, depois de terem visto as conclusões médicas, no dia 14 Dezembro de 2010 procederam à avaliação teológica do caso e, por unanimidade, reconheceram a unicidade, a antecedência e a coralidade da invocação dirigida ao Servo de Deus João Paulo II, cuja intercessão foi eficaz para a cura milagrosa.

Finalmente, em 11 de Janeiro de 2011, realizou-se a Sessão Ordinária dos Cardeais e Bispos da Congregação para as Causas dos Santos, que emitiram uma sentença afirmativa unânime, considerando milagrosa a cura da Irmã Marie Simon Pierre, realizada por Deus de maneira cientificamente inexplicável, na sequência da intercessão do Sumo Pontífice João Paulo II, invocado com confiança quer pela própria miraculada quer por muitos outros fiéis.

 

Vaticano, 14 de Janeiro de 2011

 


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial