A  abrir

Petição pelos Sacerdotes

 

 

 

 

 

 

Hugo de Azevedo

 

 

A festa do Sagrado Coração de Jesus será também um Dia de Orações pelos Sacerdotes: - Fazei-nos, Senhor, Sacerdotes segundo o Vosso Coração!

Se em todos os tempos havemos de pedir por nós mesmos e pelos nossos irmãos no Sacerdócio, talvez seja agora especialmente necessário. A eles se referiu o Papa emérito recentemente, recapitulando a crise da teologia moral, que refletiu e expandiu o que já era notório no pré-Concílio: não a perene divisão entre a doutrina e a prática da fé, mas a «impermeabilidade das consciências ao ensinamento moral da Igreja», como dizia um autor alemão; uma divisão assumida e de grandes dimensões, espécie de cisma entre a fé em Cristo e o seguimento de Cristo.

«Tende cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes!», avisou Nosso Senhor (Mc  8, 15). Tão reactivos ao formalismo hipócrita dos fariseus, talvez nos descuidemos do fermento do «homem do nosso tempo», insensível ao pecado, dando largas a quaisquer apetites seus. E, em vez de nos humilharmos pelas nossas faltas, como o publicano da parábola, nos riamos apenas da prosápia do fariseu orgulhoso, considerando-nos superiores por não afectarmos virtudes, que não temos... nem procuramos adquirir.

Graças a Deus, o triste panorama é compensado por tantos fiéis santos – os «santos de ao pé da porta», na graciosa expressão do Papa Francisco –  que se põem à margem das aparências e se esforçam sinceramente por seguir mais de perto Nosso Senhor, com uma heroicidade e humildade que fazem do nosso confessionário um local de edificação, de alegria e de esperança. - «Segui o vosso povo!», recomendava aos sacerdotes S. Josemaria numa das suas vindas a Portugal.

 

 

 

 


Imprimir | Voltar atrás | Página Inicial